quinta-feira, 8 de março de 2012

Regresso

À volta de Noemyr Gonçalves, após dois anos de sorriso guardado...
Costureira de estrelas
Que regressa
E sem pressa retoma
A nossa conversa

Lembro da tua rosa
Protegida na redoma
Flor que a minha prosa
Na memória soma

Lembro os teus retalhos
Pelo bosque a me inspirar
Teu bom dia amigo
Vem me cativar

Teu meio sorriso
Em 3x4 no meu bolso guardado
Esses anos todos
Envelheci um bocado

Envelheci um bocado
No canto dos olhos
Mas mantive o sorriso
Pra te receber

Pra te receber

Mantive o sorriso inteiro

2 comentários:

  1. Sou fascinada pelas estrelas,e é sempre bom receber um bom dia amigo,já faz um tempo que não recebo,pelo menos não o que eu queria!
    Me fascino cada vez mais pelas coisas que tu escreves!

    O teu riso

    Tira-me o pão, se quiseres,
    tira-me o ar, mas não
    me tires o teu riso.

    Não me tires a rosa,
    a lança que desfolhas,
    a água que de súbito
    brota da tua alegria,
    a repentina onda
    de prata que em ti nasce.

    A minha luta é dura e regresso
    com os olhos cansados
    às vezes por ver
    que a terra não muda,
    mas ao entrar teu riso
    sobe ao céu a procurar-me
    e abre-me todas
    as portas da vida.....
    Pablo Neruda

    ResponderExcluir

"Respeitar o trabalho do outro consiste justamente em submetê-lo à crítica mais rigorosa" (José Borges Neto)