sábado, 15 de maio de 2010

Poetas Mal.ditos

Acendo um ___________________________verso
entre um e outro cigarro que_______________vendo...
Esqueço a ____________________________rima
entre um e outro conhaque que______________sirvo...
Compro______________________________dinheiro
entre um e outro sentimento que____________sorvo... Ontem já ia alto em meus devaneios, quase privado dos meus sentidos já tão tênues, que só o tato é que me faz ainda humano...já ia louco, quase santo...sinto muito,mas eu sinto tanto...
...gosto de dizer que não tinha gosto,pois nem se o olfato aprendesse a lamber, qualquer sinestesia seria vã...tão vã quanto meus devaneios...uma cabeça tola à pensar o mundo(como se ele coubesse nela)...
e o mundo nem desconfiava que estava sendo pensado, continuava passando displicentemente ao redor...ridículo, mas somente eu sabia que estava sendo.

_Será que existe algo além dos solilóquios?

_Talvez algum olho menos piogênico, mas de igual modo laivo...

_ Quem será o portador do medo que guarda do outro: o Ser ou o Devir?

_Queria estar alheio à tudo isto...queria não ser!

Às vezes me sinto como um velho recostado na janela à desdenhar do mundo...porém, na maioria delas quem fica na janela é o mundo. Sei bem enternecer o coração quando é preciso...hoje não há de ser preciso... não vejo precisão em nada.
Procrastinar-me-ei na própria covardia, relembrando minhas maldades, minhas saudades insondáveis, sobretudo minhas maldades, para que haja algum sentido de justiça nisso tudo...antes que eu perca os sentidos...
Toda justiça deste mundo eu barganharia com a morte...
mas o medo da MORTE continua VIVO, é cor vadia!

15 comentários:

  1. "e o mundo nem desconfiava que estava sendo pensado"

    Vc cria umas imagens poéticas muito interessantes. Ler-te é sempre um desafio bom.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. "Organizar um caos, eis a criação" (Apollinaire)

    Bela e intensa surpresa conhecer seu espaço!

    abraço

    ResponderExcluir
  3. Primeira vez que visito aqui, adorei o blog... É lindo, e você escreve muito bem!
    Porém, por questões de orgulho próprio e frescura aguda, só sigo quem me segue q E quem sigo visito sempre... Enfim, se vc for no meu blog gostar e tal, segue tá?
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. A cor vadia da noite não assusta nenhum poeta mal dito.

    ResponderExcluir
  5. Caracaaaaaaaaa...quanta inspiração,expiração,transpiração, pensamentos, escritos...ação!O que me assuta,me inspira... o que me dói,me alimenta... o que me mata,me sustenta...
    Parabéns pelo sentimento!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Um caos bastante organizado.Claro está que isso só se consegue a partir de uma idade bem avançada, como a sua. :)

    Gostei mesmo criatividade expressa nos textos.

    L.B.

    ResponderExcluir
  7. Una composición excelente amigo! Sabes expresarlo de verdad! Un fuerte abrazo

    ResponderExcluir
  8. Ser a janela entre a justiça e o mundo, ser o poeta entre a loucura e o pensamento.

    abraços
    ns

    ResponderExcluir
  9. Do caralis my brod! mutcho loco, show de bola, hey man tou editando a III edição da Locozines quero textos teus. O blog dançou pois perdi a senha! Paz hermano

    ResponderExcluir
  10. Só explicando o blog que dançou foi o Locozines e não o meu pessoal.

    ResponderExcluir
  11. (_Queria estar alheio à tudo isto...queria não ser! )
    ás vezes penso isso.. gostei do blog

    bjoos

    ResponderExcluir
  12. Nem tampouco delineado é teu futuro...

    ResponderExcluir
  13. o caos tem a sua própria organização.é muito mais organizado do que grande parte das pessoas pensam...
    gostei de+ das imagens poéticas.
    e quem é que não é que não sente isto?
    "Toda justiça deste mundo eu barganharia com a morte...
    mas o medo da MORTE continua VIVO, é cor vadia!"

    ...
    espreite o Dilema.
    abraço

    ResponderExcluir
  14. Primeiramente quero dizer q a-do-rei os versos!
    Levando o selo, ou não... Vc nos leva na manha,
    c/estilo e tua própria ciência. Isso é o q faz a diferença, sem muito bla bla bla... rsrs

    Com meu olhar voraz, te entendendo ou não...
    vou de mansinho, entrando no seu mundo expressivo em tom azulado... feito o MAR!

    kiss
    da
    Liza
    =)

    ResponderExcluir
  15. "No one knows what it's like...to be the bad man...To be the sad man...behind blue eyes."

    Compreendo...

    ResponderExcluir

"Respeitar o trabalho do outro consiste justamente em submetê-lo à crítica mais rigorosa" (José Borges Neto)